Crise do euro faz Metallica apressar turnê

miércoles 7 de diciembre de 2011 16:10 GYT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - O Metallica deveria excursionar pela Europa em 2012 ou 2013, mas a crise do euro convenceu a banda de heavy metal a se apressar.

"Vamos fazer duas semanas de shows em 2012 que poderíamos provavelmente fazer em qualquer outro momento", disse à Reuters por telefone o empresário Peter Mensch. "Mas tememos que estaríamos perdendo dinheiro em cima da mesa se esperássemos mais."

Por isso, a banda realizará em maio e junho do ano que vem seis shows de uma turnê que foi batizada de "Férias Europeias de Verão", na Noruega, Alemanha, Dinamarca, Inglaterra e Áustria.

A produção de uma turnê custa milhões de dólares, e os custos na Europa são 30 a 40 por cento maiores do que nos EUA, o que exige um maior planejamento financeiro, segundo Mensch.

Para os fãs europeus de música, não há motivo para pânico - as principais atrações continuarão se apresentando no continente, por causa da sua importância cultural e econômica.

Mas plateias que eram de 52 mil pessoas podem encolher para 45 mil, e os ingressos podem ficar mais baratos por causa da redução do poder de compra dos europeus, disse Mensch.

As preocupações financeiras do Metallica ilustram como os investidores têm levado a sério a crise da dívida europeia e seu impacto sobre a cotação do euro, o que no caso da produção de shows poderia encarecer demais os cachês de artistas internacionais.

Os empresários podem decidir quanto dos cachês de uma banda eles desejam receber em dólares ou euros, o que potencialmente limita os prejuízos.