Ações sensíveis à eleição despencam na bolsa; papéis da Petrobras caem 10%

lunes 29 de septiembre de 2014 09:31 GYT
 

SÃO PAULO, 29 Set (Reuters) - Ações sensíveis à dinâminca eleitoral despencavam na Bovespa nos primeiros negócios desta segunda-feira, após nova melhora da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, em pesquisas de intenção de voto divulgadas na última sexta-feira, particularmente o levantamento do Datafolha.

Entre as estatais, as preferenciais da Petrobras despencavam 9,7 por cento, enquanto os papéis ON recuavam 9,5 por cento, às 10h29. Eletrobras PNB tombava 4,6 por cento e o papel ON da elétrica caía 5,5 por cento. Banco do Brasil cedia 8,6%.

Papéis de bancos privados também recuavam com força, com Itaú Unibanco caindo 7 por cento e Bradesco perdendo 6,8 por cento.

Ainda, as ações da Cosan, que também têm tido o desempenho atrelado a expectativas eleitorais, desvalorizavam-se 4 por cento. (Por Paula Arend Laier, edição Alberto Alerigi Jr.)