Isabel dos Santos mantém preço OPA PT, com prémios M&A Brasil e Rioforte-Fonte

jueves 27 de noviembre de 2014 05:34 GYT
 

Por Sergio Goncalves

LISBOA, 27 Nov (Reuters) - Isabel dos Santos considera que o preço de 1,35 euros por acção que ofereceu na Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a PT-SGPS é justificado e não quer subi-lo, apesar de ser inferior aos 1,555 euros de cotação em Bolsa, disse uma fonte próxima da empresária angolana.

Adiantou que aquela contrapartida já incorpora um prémio que compensa os actuais accionistas da PT-SGPS da expectativa que a brasileira Oi seja envolvida num movimento de M&A no Brasil, além de que aqueles também ficarão com o valor que vier a ser recuperado da dívida da falida Rioforte que a PT comprou.

Isabel dos Santos, filha do presidente da Angola, é dona da portuguesa Terra Peregrin que, em 9 de Novembro, lançou uma OPA geral sobre a PT-SGPS, que tem apenas 25,6 pct da brasileira Oi e os 900 milhões de euros (ME) de dívida comprada da falida Rioforte, que incumpriu o pagamento.

Esta oferta voluntária, que tem um valor global de 1.210 milhões de euros (ME), teve como objetivo manter a empresa intacta ao travar a venda dos ativos de telecomunicações portugueses da PT Portugal que são detidos pela Oi.

A 12 de Novembro, os fundos de investimento Apax e Bain avançaram com uma oferta conjunta de 7.075 milhões de euros (ME) pelos activos portugueses da PT Portugal, um valor mais elevado do que a proposta de 7.025 ME da francesa Altice.

A Terra Peregrin tem, até 1 de Dezembro, de entregar o pedido de registo da OPA à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que pode aceitar a justificação e equidade da contrapartida desta oferta voluntária ou transformá-la numa oferta obrigatória, com uma contraparida superior.

A fonte próxima de Isabel dos Santos frisou que a contrapartida oferecida é justificada, equitativa, direta e imediata.

Adiantou que o preço da OPA já oferece aos actuais accionistas da PT-SGPS um prémio de M&A que poderá resultar no futuro de eventuais movimentos de consolidação no Brasil, que envolvam a Oi.   Continuación...