Semapa quer ser investidor longo prazo PT Portugal, pode aumentar participação

viernes 28 de noviembre de 2014 13:35 GYT
 

LISBOA, 28 Nov (Reuters) - O conglomerado Semapa quer ser um investidor de longo prazo na PT Portugal e considera aumentar a sua participação no futuro, caso o consórcio que integra com os fundos internacionais Apax e Bain ganhe a corrida para os activos portugueses daquele incumbente de telecoms, disse fonte oficial da Semapa.

Anteriormente, três fontes próximas do processo disseram à Reuters que o consórcio dos fundos internacionais Apax e Bain com a Semapa entregou hoje uma proposta firme para comprar os activos portugueses da PT Portugal, detida pela brasileira Oi .

"Caso se venha a concretizar esta aquisição pelo consórcio de que faz parte, a Semapa neste investimento tem uma perspectiva de longo prazo", disse a fonte oficial da Semapa.

"Se possível, a Semapa gostaria de vir a tornar-se um accionista de referência estável da PT Portugal, podendo eventualmente vir a aumentar a sua participação num horizonte de médio e longo prazo", adiantou.

A empresária angolana Isabel dos Santos lançou uma OPA geral sobre a PT-SGPS, que tem 25,6 pct da brasileira Oi, numa operação que visa travar a venda dos activos portugueses de telecoms da PT Portugal.

A 12 de Novembro, os fundos de investimento Apax e Bain já tinham avançado com uma oferta conjunta de 7.075 ME pelos activos portugueses da PT Portugal, um valor mais elevado do que a proposta de 7.025 ME da francesa Altice.

A 27 de Novembro, o conglomerado Semapa firmou um memorando de entendimento com os fundos Apax Partners e Bain Capital para comprar os ativos portugueses da PT Portugal da Oi, podendo ficar com entre 5 a 10 por cento do capital da companhia portuguesa de telecomunicações.

As acções da Semapa fecharam a subir 0,17 pct. (Por Sérgio Gonçalves; Editado por Daniel Alvarenga)