for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

BC cria grupo de trabalho para discutir emissão de moeda digital no Brasil

Sede do Banco Central em Brasília 27/11/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central informou nesta quinta-feira que formou um grupo de trabalho para discutir impactos de uma eventual emissão de moeda digital pela autoridade monetária no Brasil.

Em nota, o BC afirmou que a chamada CBDC --“central bank digital currency”-- é diferente de uma criptomoeda sem garantia nacional, como bitcoin, por ser uma nova forma de representação da moeda já emitida pelo BC do país em questão, fazendo portanto parte da política monetária.

O grupo de trabalho buscará propor modelo de eventual emissão de moeda digital, com identificação de riscos, incluindo a segurança cibernética, a proteção de dados e a aderência normativa e regulatória, disse o BC.

O grupo também analisará os impactos da CBDC sobre a inclusão e a estabilidade financeiras e a condução das políticas monetária e econômica e avaliar os potenciais benefícios complementares aos que já serão introduzidos com o Pix, plataforma de pagamentos instantâneos do BC que entrará em operação em novembro.

“Essa nova forma de moeda pode provocar mudanças substanciais no Sistema Financeiro Nacional”, disse o BC.

“Dessa forma, o estudo irá comparar os potenciais benefícios de uma CBDC no aprimoramento do bem-estar e na preservação da cidadania financeira de sua sociedade com os riscos inerentes dessa nova forma de pagamento”, completou.

O BC ressaltou que as CBDCs são objeto de estudo mundial e podem representar “uma possibilidade para aprimorar o modelo vigente das transações comerciais entre as pessoas e mesmo entre países”.

Por Marcela Ayres

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up