for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Plantio de soja de MT dispara em novembro e chega perto do final, aponta Imea

Plantio de soja. REUTERS/Valentyn Ogirenko

SÃO PAULO (Reuters) - O plantio de soja em Mato Grosso, maior produtor nacional da oleaginosa, atingiu 98,47% da área projetada até esta sexta-feira, avanço de 4,4 pontos percentuais ante a semana passada, mantendo-se à frente da média histórica (95,85%) para o período após uma arrancada que tirou o atraso inicial dos trabalhos, apontou nesta sexta-feira o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Capitalizados por bons preços e com fortes vendas antecipadas da safra, os agricultores de Mato Grosso deixaram ainda o plantio no Estado à frente do índice de área plantada visto em 22 de novembro de 2019, quando o total semeado era de 98,40.

Em 20 dias de novembro, produtores de Mato Grosso plantaram aproximadamente 5 milhões de hectares, considerando números do Imea que indicavam plantio de 53,90% da área do Estado em 30 de outubro.

No final do mês passado, o atraso nos trabalhos era de quase 30 pontos percentuais na comparação com a safra anterior, uma vez que a irregularidade das chuvas impedia naquela oportunidade um maior progresso.

O Mato Grosso deve semear uma área recorde de 10,30 milhões de hectares em 2020/21, com expectativa de colher 35,87 milhões de toneladas, alta de 1,3% ante a safra 19/20, segundo o Imea.

O Estado responde por mais de 25% da safra de soja do Brasil, o maior produtor e exportador global. A oleaginosa é o principal produto de exportação do país.

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up