for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

CORREÇÃO-Egito expõe caixões com mais de 2.500 anos

(Corrige idade e dinastia dos caixões)

SAQQARA, Egito (Reuters) - O Egito expôs, neste sábado, mais de 100 caixões com 2.500 anos de idade, a mais recente e maior descoberta de 2020 no vasto cemitério da Necrópole de Saqqara.

Os caixões da 26ª Dinastia --selados, elegantemente pintados e bem preservados-- tem muito mais qualidade do que as descobertas anteriores no local, afirmou o secretário-geral do conselho supremo de antigüidades, Mostafa Waziri, sugerindo que eles pertenciam a uma família de escalão superior.

Cinquenta e nove caixões foram desenterrados em agosto no mesmo sítio da Unesco. Mais tesouros devem ser encontrados no local, afirmou Waziri.

Os caixões recém-descobertos, assim como múmias e artefatos associados, serão exibidos no Grande Museu Egípcio, que deve ser aberto no próximo ano.

Reportagem de Sherif Fahmy

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up