for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Após Trump testar positivo, campanha de Biden quer manter o foco na resposta à Covid-19

WASHINGTON (Reuters) - Com o presidente dos Estados Unidos Donald Trump em tratamento contra a Covid-19 em um hospital militar, a campanha do desafiante democrata ao posto, Joe Biden, busca manter o foco na resposta do país à pandemia neste último mês antes da eleição presidencial.

O ex-vice-presidente Biden, que testou negativo para o vírus na sexta-feira, três dias depois de participar de debate com Trump, desejou repetidas vezes uma recuperação rápida ao presidente. Mas Biden e seus assessores usaram o teste positivo do presidente para sublinhar uma mensagem de campanha constante: Biden enfrentaria a pandemia melhor do que Trump.

A vice-gerente de campanha, Kate Bedingfield, disse neste domingo que Biden deve continuar pelos próximos 30 dias de campanha a bater na tecla que ele tem “mão firme para fazer este país superar a crise”.

Biden deve fazer campanha na Flórida na segunda-feira, Estado onde as pesquisas mostram uma disputa acirrada pelos cruciais 29 votos do colégio eleitoral.

A votação já está bem encaminhada -- mais de 3,3 milhões de votos foram depositados em todo o país até este domingo, de acordo com o Projeto Eleições da Universidade da Flórida -- à medida em que mais e mais americanos optam pelo voto via correios para evitar a exposição ao vírus nos postos de votação, prevista para ocorrer em 3 de novembro.

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up