for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Maradona deixa hospital para continuar reabilitação em casa

Ambulância com Diego Maradona deixa hospital nos arredores de Buenos Aires 11/11/2020 REUTERS/Agustin Marcarian

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-astro do futebol Diego Maradona deixou nesta quarta-feira o hospital onde estava internado e dará prosseguimento ao tratamento de reabilitação em casa, após ser submetido a uma operação na cabeça e enfrentar quadro de abstinência.

Acompanhado de parte da família, o argentino foi transferido em uma ambulância para completar sua recuperação em sua residência nos arredores de Buenos Aires.

Maradona, de 60 anos, foi operado na semana passada de um hematoma subdural e depois, por decisão familiar e médica, permaneceu hospitalizado devido a uma “baixa anímica, anemia e desidratação” e um quadro de abstinência devido ao vício em álcool, segundo os primeiros informes médicos.

“Sempre é preciso cuidar dele, agora ainda mais”, disse Leopoldo Luque, médico particular do ex-jogador, após anunciar a alta hospitalar de Maradona na tarde desta quarta-feira.

Matías Morla, advogado do ex-jogador, disse que Maradona “talvez tenha passado o momento mais duro de sua vida”, e considerou um “milagre” que os médicos tenham diagnosticado o hematoma na cabeça “que poderia ter lhe tirado a vida”.

“O bom é que Diego está inteiro, Diego está firme, Maradona ainda dura um tempo”, acrescentou Morla.

O campeão mundial em 1986 é o atual técnico do clube Gimnasia y Esgrima La Plata, mas foi obrigado a deixar o comando da equipe nas mãos de seus assistentes há algumas semanas devido aos problemas de saúde.

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up