for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Casos de coronavírus na Índia superam 7 milhões antes de festivais

MUMBAI, Índia (Reuters) - O número de casos de coronavírus na Índia atingiu 7 milhões no domingo, quando o Ministério da Saúde relatou 74.383 novas infecções nas 24 horas anteriores, com um aumento nas infecções nos Estados do sul minimizando queda nas regiões ocidentais.

As mortes por Covid-19 no país aumentaram em 918 nas últimas 24 horas para 108.334, disse o ministério.

A Índia adicionou 1 milhão de casos em apenas 13 dias, de acordo com uma contagem de dados do governo feita pela Reuters, e tem o segundo maior número de infecções, atrás dos Estados Unidos, que se aproxima da marca de 8 milhões, e a frente do Brasil.

O Estado de Kerala, no sul, que ganhou elogios pela forma como ligou com a epidemia, relatou no sábado 11.755 novos casos, a maior contagem do país.

O vizinho Karnataka e sua capital, Bangalore, onde muitas empresas de software estão sediadas, também tentam conter a disseminação do vírus.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi, confrontado com uma crise econômica após impor um bloqueio rígido para tentar conter a propagação do vírus no final de março, está avançando com a abertura total do país pouco antes da temporada de festivais.

Mas a temporada de festivais da Índia, que culmina em outubro e novembro com as populares celebrações hindus de Dussehra e Diwali, apresenta desafios adicionais, à medida que as autoridades tentam conter as grandes celebrações públicas usuais e as viagens pelo país.

Normalmente, a temporada de festivais traz um grande aumento nos gastos dos consumidores, e a atmosfera mais sombria deste ano vai prejudicar ainda mais a economia que se contraiu quase 25% nos três meses anteriores a junho - o pior número já registrado.

Alguns Estados, como Maharashtra e Gujarat, no oeste, colocaram restrições contra aglomerações durante o festival Navratri, que dura nove dias e deve começar em 17 de outubro.

“A temporada de festivais está se aproximando. Um pouco de descuido das pessoas durante os festivais pode piorar a situação”, disse o ministro da Saúde da Índia, Harsh Vardhan, neste domingo.

“Não há necessidade de se reunir em grande número para provar sua fé ou religião. Se fizermos isso, poderemos ter um grande problema”, disse Vardhan.

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up