for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Não estamos dispostos a correr riscos inflacionários por questões fiscais, diz Campos Neto

11/10/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quinta-feira que, ao condicionar o compromisso de não elevar os juros à manutenção do atual regime fiscal, o Comitê de Política Monetária (Copom) deixou claro que não está disposto a correr riscos nesse campo.

“O que nós queremos dizer é que nós não estamos dispostos a correr riscos inflacionários oriundos de questões fiscais, essa é a mensagem principal”, afirmou Campos Neto ao ser questionado exatamente a que o BC se refere quando cita, em sua nova política de prescrição futura, que o compromisso é condicional à “manutenção do atual regime fiscal”.

“Não podemos trabalhar com suposições, então eu acho que foi delineado o que nós queremos dizer com isso”, disse Campos Neto. “Se esse fator for atingido, nós vamos retirar o ‘forward guidance’ e passar a examinar qual é a situação que vai se apresentar no momento seguinte.”

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up