for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Minério de ferro tem 6ª alta seguida em Dalian, rali mais longo em quase 4 meses

Desembarque de minério no porto de Qingdao

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro na China subiram pela sexta sessão consecutiva nesta quinta-feira, apresentando sua mais longa sequência de altas desde meados de maio, com a forte demanda doméstica e congestionamentos nos portos elevando os preços spot.

O minério de ferro na bolsa de Dalian para entrega em janeiro de 2021 DCIOcv1 fechou em alta de 0,9%, a 857,50 iuanes (125,46 dólares) a tonelada, bem abaixo do recorde do contrato mais negociado de 874 iuanes atingido no início da sessão.

Os preços spot do ingrediente siderúrgico subiram para 128 a tonelada nesta quinta-feira SH-CCN-IRNOR62, o maior desde janeiro de 2014, com base nos dados da consultoria SteelHome.

Os altos-fornos das siderúrgicas chinesas estão operando com altas taxas de utilização, mantendo forte a demanda de minério de ferro, disse Richard Lu, analista sênior da consultoria CRU em Pequim.

As siderúrgicas continuaram a aumentar a produção, já que os dados divulgados esta semana apontaram para uma recuperação econômica estável no maior produtor e consumidor de aço do mundo, além de sinais de recuperação em outros lugares.

O forte congestionamento nos portos da China em meio a protocolos estritos de quarentena de coronavírus afetou os fluxos de minério de ferro e impulsionou ainda mais os preços, disse Lu. “Não prevemos que os preços do minério de ferro ultrapassem 130 dólares”, disse ele.

“Uma queda significativa ocorrerá quando o congestionamento dos portos diminuir ou a demanda por aço cair.”

(Por Enrico dela Cruz)

Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751REUTERS RS

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up