for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Aprovação do governo Bolsonaro cai em 7 capitais, mostram pesquisas do Ibope

SÃO PAULO (Reuters) - A aprovação do governo Jair Bolsonaro (sem partido) caiu em sete capitais após o início da campanha eleitoral, segundo dados do Ibope das 26 cidades compiladas pelo site de notícias G1.

Brazil's President Jair Bolsonaro looks on during a graduation ceremony for The Order of Rio Branco at the Itamaraty Palace in Brasilia, Brazil October 22, 2020. REUTERS/Adriano Machado

Conforme o portal do Grupo Globo, os dados mostram que a avaliação ótima/boa apresentou queda acima das margens de erro nas pesquisas realizadas entre a primeira e a segunda quinzena de outubro.

A maior variação em pontos percentuais ocorreu em Salvador e em Rio Branco, ambas com queda de 7 pontos. Na primeira rodada das pesquisas, a capital baiana já apresentava o menor índice de aprovação do governo (18%). Agora, a avaliação ótima/boa diminuiu para 11%, disse o G1.

Já Rio Branco registrava 48% de avaliação positiva na primeira rodada, percentual que caiu para 41%.

Apesar da queda dos percentuais de ótimo/bom nas sete capitais, em apenas quatro casos foi observado um aumento simultâneo da avaliação negativa (ruim/péssimo) acima da margem de erro. Foi o caso de Vitória, Rio Branco, Florianópolis e São Luís, segundo o G1.

DATAFOLHA

Em outra pesquisa publicada neste domingo, do Datafolha, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro caiu em São Paulo e em Belo Horizonte, duas das principais capitais do país, segundo levantamento realizado no início de novembro.

No Rio de Janeiro e no Recife, há maior estabilidade na avaliação do presidente ante levantamentos anteriores do instituto, segundo publicação no jornal Folha de S.Paulo.

Na capital paulista, a aprovação de Bolsonaro foi de 29% para 25% em relação à aferição de 21 e 22 de setembro, dentro da margem de erro de três pontos percentuais para mais ou menos de todas as pesquisas, “mas numa curva descendente”, apontou o jornal.

A reprovação, por sua vez, marcou 48%, ante 46%. Acham o governo federal regular 27%, oscilação positiva de três pontos em comparação com o fim de setembro.

Na capital mineira, o apoio a Bolsonaro foi de 40% para 35% em relação a uma pesquisa feita em 5 e 6 de outubro, disse a Folha. “Quem acha o governo ruim ou péssimo oscilou de 37% para 38%, enquanto 26% veem o presidente como regular --antes eram 23%.”

No Rio, a aprovação de Bolsonaro está estável, “com viés de baixa”, disse o jornal. Seu índice de ótimo ou bom foi de 37% para 34% em relação a 5 e 6 de outubro, enquanto o ruim/péssimo saiu de 38% para 41%. O regular permaneceu em 25%.

Já no Recife, o quadro é de estabilidade mais clara em relação ao início de outubro. Segundo o Datafolha, 28% acham Bolsonaro ótimo ou bom (eram 29%), 47% o reprovam (eram 44%) e 28% o percebem como regular (ante 23%).

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up