for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Câmara inicia análise de vetos, com reajuste de servidores como 2º item da pauta

REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara dos Deputados iniciou na tarde desta quinta-feira, após manobras de obstrução da oposição, a análise de vetos, tendo a polêmica negativa presidencial a reajuste salarial para algumas categorias do serviços públicos como segundo item da pauta.

A votação tem como primeiro item veto parcial a projeto que trata do Regime Jurídico Emergencial e Transitório das relações jurídicas de Direito Privado (RJET) no período da pandemia do coronavírus.

Depois, deputados devem se debruçar sobre o polêmico veto a dispositivo que permitia o aumento de vencimentos a servidores das áreas militar, segurança, saúde e educação, além de agentes socioeducativos, profissionais de limpeza urbana, e de serviços funerários e de assistência social.

A bancada do PCdoB na Câmara chegou a apresentar um requerimento de adiamento da sessão do Congresso Nacional, posteriormente retirado pela líder do PCdoB na Câmara, Perpétua Almeida (AC). Ainda assim, a oposição vem adotando instrumentos de obstrução para tentar adiar a votação do veto.

Desde cedo, líderes governistas da Câmara e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articulam-se para, na votação do Congresso, manter o veto ao reajuste.

Na véspera, os senadores derrubaram o veto de Bolsonaro na sessão do Congresso.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up