for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Trump é alvo de críticas após tirar máscara em retorno à Casa Branca

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enfrentou novas críticas nesta terça-feira por remover sua máscara quando voltou à Casa Branca e pediu que os norte-americanos não temam a Covid-19, que já matou mais de 209 mil pessoas no país e levou o presidente a ser hospitalizado.

Presidente dos EUA, Donald Trump, retira máscara de proteção ao voltar para a Casa Branca depois de ficar três dias internado em hospital com Covid-19 05/10/2020 REUTERS/Erin Scott

Trump chegou à Casa Branca na segunda-feira em um espetáculo feito para a televisão no qual ele desceu de seu helicóptero Marine One usando uma máscara cirúrgica branca apenas para removê-la enquanto posava, saudando e acenando, na varanda da mansão.

“Não deixe que isso o domine. Não tenha medo”, disse Trump em um vídeo após seu retorno do hospital militar Walter Reed Medical Center, nos arredores de Washington, onde foi tratado para a infecção causada pelo coronavírus.

“Estou melhor e talvez esteja imune --não sei”, acrescentou ele. “Saia. Tenha cuidado.”

Trump, que recebeu um tratamento experimental para Covid-19, repetidamente minimizou a doença e desrespeitou as diretrizes de distanciamento social destinadas a conter a disseminação do vírus, além de ignorar seus próprios consultores médicos. Ele também zombou do candidato democrata à Presidência, Joe Biden, no debate presidencial de terça-feira por usar uma máscara em eventos, mesmo quando ele está longe dos outros.

A decisão de Trump de tirar a máscara depois de subir a escada para o Pórtico Sul da Casa Branca e sua insistência de que os norte-americanos não deveriam temer a doença, que já matou mais de 1 milhão de pessoas em todo o mundo e deixou seu próprio país com o maior número de mortes, horrorizaram alguns médicos.

“Fiquei chocado quando ele disse que a Covid não deve ser temida”, disse William Schaffner, professor de medicina preventiva e doenças infecciosas do Vanderbilt University Medical Center, em Nashville.

Os democratas também opinaram. “Este é um fracasso trágico de liderança”, tuitou o senador democrata Chris Coons.

Mas Trump se descreveu como um homem que venceu a doença e saiu mais forte.

Biden respondeu rapidamente no Twitter com imagens lado a lado de si mesmo vestindo uma máscara e de Trump removendo a sua. Uma legenda dizia: “As máscaras são importantes. Eles salvam vidas.”

O porta-voz da Casa Branca Judd Deere disse que todas as precauções estão sendo tomadas para proteger o presidente e sua família. O acesso físico a Trump seria limitado e o equipamento de proteção apropriado seria usado por aqueles que estão perto dele.

Reportagem adicional de Alexandra Alper, Doina Chiacu, Ross Colvin, Steve Holland e Mohammad Zargham em Washington e Deena Beasley em Los Angeles

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up