for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Médicos avaliarão se Trump pode deixar hospital nesta 2ª, diz chefe de gabinete

Presidente dos EUA, Donald Trump, em chegada a hospital de Maryland 04/10/2020 REUTERS/Cheriss May

WASHINGTON (Reuters) - A equipe médica do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai avaliar se ele pode deixar o hospital ainda nesta segunda-feira depois de ser internado na semana passada por causa da Covid-19, disse o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, acrescentando estar otimista de que Trump terá alta.

Em entrevista à Fox News, Meadows disse que conversou com o presidente nesta segunda pela manhã e que sua condição parece ter melhorado durante a noite. Ele acrescentou que os médicos terão uma consulta com Trump no final da manhã e que uma decisão sobre uma possível alta deve ser tomada no início da tarde.

“Essa determinação ainda não foi feita”, disse. “A saúde dele continua a melhorar”, acrescentou.

“Ainda estamos otimistas... que ele terá alta, mas essa decisão não será tomada até mais tarde nesta segunda-feira.”

Meadows também defendeu a controversa decisão de Trump de deixar a suíte de hospital em que está internado no final do domingo para passar por apoiadores do lado de fora do Centro Médico Walter Reed, em Bethesda, Maryland, apesar de estar com o altamente infeccioso novo coronavírus. Críticos disseram que a ação de Trump colocou em risco as pessoas que fazem sua segurança.

Meadows disse que o Serviço Secreto esteve com Trump em carros e que foi com ele para o hospital. Críticos, entre eles médicos, disseram que o passeio adicional foi um risco desnecessário.

“Tomamos precauções adicionais com EPIs (equipamentos de proteção individual) e outras para garantir que eles estivessem protegidos”, disse.

Reportagem de Susan Heavey e Lisa Lambert

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up