for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

América Latina supera 300 mil mortes por coronavírus, um terço do total no mundo

Músico caminha entre túmulos em cemitério em Valle de Chalco, no Estado do México 20/08/2020 REUTERS/Edgard Garrido

(Reuters) - A América Latina superou nesta quarta-feira a marca de 300 mil mortes por coronavírus, o que representa um terço do total registrado em todo o mundo, com Brasil, México, Peru e Colômbia como os países da região com mais vítimas, segundo contagem da Reuters.

A região superou essa marca após o Brasil registrar 1.075 mortes nas últimas 24 horas, chegando a um total de 128.539.

A América Latina, que também está próxima de 8 milhões de casos de Covid-19 e passa por uma profunda recessão econômica pelas medidas de confinamento para conter o vírus, teve uma média diária de 2.811 mortes em sete dias até a última terça-feira.

A América do Norte, com Canadá e Estados Unidos --país com mais casos e mortes do mundo-- está muito próxima de alcançar as 200.000 mortes, enquanto a Europa soma pouco mais de 212.000, segundo a contagem.

O Brasil é o pais mais afetado da região, seguido por México e Peru, que têm a taxa de mortalidade mais alta da América Latina e uma das mais elevadas do planeta. Em seguida, aparecem Colômbia, Chile, Equador e Argentina.

As mais recentes 100 mil mortes ocorreram em um intervalo de 39 dias, segundo a contagem, realizada com base nos números divulgados pelos governos dos países.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up