for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Com infecções crescendo, Merkel reforça apelo por redução de contatos

FRANKFURT (Reuters) - A chanceler Angela Merkel reforçou neste sábado a mensagem para que os alemães limitem os contatos sociais e as viagens, no momento em que as infecções pelo coronavírus continuam a crescer.

Em vez de publicar um novo episódio do seu podcast semanal em vídeo, Merkel afirmou que a mensagem da semana passada era ainda mais pertinente e urgente.

Se os alemães reduzirem os contatos “vamos todos juntos enfrentar o grande desafio que o vírus representa”, disse ela, no comunicado.

Embora a Alemanha não tenha sido tão atingida quanto outras nações europeias, as infecções diárias no país estão crescendo e passaram da marca de 10 mil pela primeira vez nesta semana. O total de mortes passou de 10 mil no sábado.

Em uma tentativa de tentar sufocar o crescimento das infecções, a Alemanha alertou contra viagens às regiões de esqui de Áustria, Itália e Suíça.

Na quarta-feira, o Ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, tornou-se o último político proeminente a testar positivo para o vírus.

Reportagem de Ludwig Burger

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up