for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Presidente da Polônia testa positivo para coronavírus; milhares protestam contra restrições

VARSÓVIA (Reuters) - O presidente da Polônia, Andrzej Duda, testou positivo para coronavírus, disseram autoridade, neste sábado, e a polícia usou gás lacrimogêneo várias vezes contra milhares de pessoas protestando em Varsóvia contra restrições que buscam limitar a disseminação da epidemia.

A infecção de Duda foi anunciada pela manhã. Ele afirmou, em comentários veiculados pela televisão, que estava se sentindo bem.

“Não tenho sintomas, especialmente perda de paladar ou olfato, e me sinto bem. Permaneço em isolamento, ao lado da minha esposa, e trabalharei remotamente”, disse o presidente de 48 anos.

A Polônia passa por uma alta de casos de Covid-19, com as novas infecções atingindo o recorde diário de 13.632 na sexta-feira. Novas restrições entraram em ação neste sábado.

Manifestantes reuniram-se sem máscaras, dizendo que as restrições não são necessárias e com cartazes que diziam: “Deixem-nos trabalhar, e nos deixem decidir sozinhos”.

“Claro que há um vírus, mas o que eles estão fazendo é errado”, disse Olga, mulher na casa dos 30 anos, à Reuters.

A polícia respondeu com força, incluindo gás lacrimogêneo, diversas vezes. Os protestos foram proibidos, por causa da pandemia, afirmou o porta-voz da polícia de Varsóvia, Sylwester Marczak, acrescentando que algumas pessoas na multidão foram agressivas algumas vezes.

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up