for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Trump diz que deixará hospital nesta 2ª; Casa Branca é atingida por onda de infecções

04/10/2020 Tia Dufour/Casa Branca/Divulgação via REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que se sente “muito bem” e que deixará o hospital militar onde está sendo tratado de Covid-19 ainda nesta segunda-feira, apesar de uma onda de infecções que atingiu a Casa Branca quatro semanas antes da eleição norte-americana.

Trump, que na sexta-feira anunciou ter sido diagnosticado com coronavírus e foi internado no Centro Médico Militar Walter Reed, nos arredores de Washington, mais própria sexta, disse que deixará as instalações às 18h30 (19h30, pelo horário de Brasília).

“Sairei do grande Centro Médico Walter Reed às 18h30. Estou me sentindo muito bem! Não tenham medo da Covid. Não a deixem dominar sua vida. Desenvolvemos, sob o governo Trump, alguns medicamentos e conhecimento realmente fantásticos. Me sinto melhor do que há 20 anos”, disse ele no Twitter.

Trump, de 74 anos, teve febre alta e recebeu oxigênio suplementar depois que o nível de oxigênio em seu sangue diminuiu na sexta-feira, de acordo com Sean P. Conley, o médico oficial da Casa Branca. Médicos o estão tratando com dexametasona, um esteroide que normalmente é usado nos casos mais graves.

Trump relutou em ir ao hospital na semana passada e está ansioso para sair, disse uma fonte a par da situação à Reuters mais cedo nesta segunda-feira.

Reportagem adicional de Andy Sullivan, Andrea Shalal, Susan Heavey, Lisa Lambert e Tim Ahmann

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up