for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Qingdao, na China, ordena testes em toda a cidade após novas infecções de Covid-19

PEQUIM / XANGAI (Reuters) - A cidade chinesa de Qingdao informou, nesta segunda-feira, que testará toda sua população, de mais de 9 milhões de pessoas, para o novo coronavírus, após descobrir 12 novas infecções que parecem estar relacionadas com um hospital trata infecções importadas.

Infecções diárias de Covid-19 na China continental caíram drasticamente desde o começo do surto, que surgiu pela primeira vez em Wuhan. A China não relatou casos com transmissão doméstica desde o começo de agosto, mas se manteve em alerta.

Qingdao relatou um total de seis novos casos de Covid-19 e seis infecções assintomáticas no domingo, todos relacionados ao hospital Qingdao Chest, onde viajantes infectados que chegam de outros países são tratados em uma área isolada.

A fonte específica da infecção ainda estava sob investigação, afirmou o governo da cidade no domingo.

Os testes serão realizados em toda a cidade em cinco dias, acrescentou.

Todos os casos foram em atuais ou antigos pacientes do Qingdao Chest Hospital, funcionários do hospital ou familiares.

Um caso assintomático foi um motorista de táxi cuja esposa trabalhou no hospital e também foi infectada.

Qingdao afirmou que impôs um lockdown ao Qingdao Chest Hospital, assim como ao departamento de emergência de seu hospital central, que foi visitado pelo motorista de táxi. Prédio que abrigam pessoas infectadas também fora fechados, como parte das medidas da cidade para conter o vírus.

As novas infecções surgiram pouco depois de a China completar seu feriado da Golden Week, durante a qual milhões de pessoas viajam ao redor do país.

A campanha de testes em massa de Qingdao não é a primeira da China. Wuhan testou toda sua população e enormes esquemas que envolveram milhões de amostras também foram conduzidas em Pequim e Urumqi.

A contagem diária da Comissão Nacional de Saúde relatou 21 casos de Covid-19 confirmados, mas nenhum em Qingdao foi incluído.

O número de novos casos assintomáticos ao redor da nação, o que a China conta separadamente de casos confirmados, subiu para 32, de 23 um dia antes, afirmou a Comissão. Não ofereceu detalhes sobre onde os novos casos assintomáticos foram relatados, embora tenha dito que 29 foram importados de fora.

O total de casos de Covid-19 confirmados na China continental está agora em 85.578. A contagem de mortes permanece em 4.634.

Reportagem de Winni Zhou, Jing Wang and Engen Tham em Xangai e Roxanne Liu, em Beijing

Nuestros Estándares: Los principios Thomson Reuters.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up