for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Brazil

Autoridades britânicas propõem papel limitado para Huawei em rede 5G, dizem fontes

22/01/2020 REUTERS/Arnd Wiegmann

LONDRES (Reuters) - Autoridades britânicas propuseram conceder à Huawei um papel limitado na futura rede 5G do Reino Unido, resistindo a pedidos dos Estados Unidos pelo veto total à empresa devido a temores de espionagem chinesa, disseram à Reuters duas pessoas com conhecimento do assunto.

Realizada em uma reunião entre autoridades de departamentos sênior do governo na quarta-feira, a recomendação vem antes da reunião do Conselho de Segurança Nacional do Reino Unido, na próxima semana, para decidir como implantar equipamentos da Huawei, disseram as fontes.

As autoridades propuseram barrar a Huawei da parte sensível e “pesada” dos dados da rede e restringiram os sistemas governamentais, repetindo uma decisão provisória tomada no ano passado sob o mandato da ex-primeira-ministra Theresa May.

“As orientações técnicas e políticas não mudaram”, afirmou uma das fontes, que falou sob condição de anonimato para discutir conversas privadas. “Agora, tudo se resume a um cálculo político”.

Um porta-voz do premiê Boris Johnson disse que “o trabalho sobre a questão dos fornecedores de alto risco na rede 5G continua em andamento e, quando concluído, será anunciado ao Parlamento”.

A Huawei recusou comentar de modo específico. A empresa negou repetida e veementemente as alegações de espionagem.

O Reino Unido está no centro de uma disputa geopolítica sobre a Huawei, a maior fabricante mundial de equipamentos de rede móvel.

Qualquer decisão britânica de permitir à Huawei até mesmo um papel restrito em suas redes 5G provavelmente irritará as autoridades dos EUA, que alegam que os equipamentos da empresa podem ser usados pela China para espionagem ou sabotagem e ameaçaram limitar o compartilhamento de informações com aliados que se recusam a barrá-la de suas redes.

Autoridades da Inteligência do Reino Unido criticaram a Huawei por não tratar de falhas de segurança em seus equipamentos, mas dizem que não encontraram evidências de espionagem estatal e acreditam ser capazes de gerenciar com êxito quaisquer riscos apresentados pela empresa.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up