July 28, 2019 / 4:23 PM / 22 days ago

Presidente afegão lança candidatura à reeleição, em meio a declínio da segurança

CABUL (Reuters) - O presidente afegão Ashraf Ghani lançou sua campanha à reeleição, neste domingo, prometendo dar início a conversas sobre paz com o Talibã, após décadas de guerra, e transformar sua nação em um polo comercial. 

O político de 70 anos, treinado nos EUA e ex-oficial do Banco Mundial, chegou ao poder em 2014, após ganhar uma eleição disputada e marcada por acusações de fraudes. 

Espera-se que ele ganhe novamente. 

Tendo assumido o poder no momento em que a maioria das tropas estrangeiras estava deixando o país, com uma missão de aliança muito reduzida da Otan, com o foco majoritário em treinar forças locais, seu governo sofreu para combater a crescente insurgência do Talibã. 

Dezenas de milhares de soldados, policiais e civis foram mortos nos últimos cinco anos, deixando os afegãos cansados da violência sem fim e da corrupção ampla na vida pública. 

Sublinhando a ameaça, uma forte explosão atingiu Cabul, na noite deste domingo, matando uma pessoa e ferindo outras dúzias. 

O vice-presidente da chapa de Ghani, Amrullah Saleh, foi ferido. 

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below