February 21, 2019 / 1:52 PM / 6 months ago

Reino Unido e União Europeia se aproximam de acordo sobre Brexit, dizem diplomatas da UE

Manifestante favorável ao Brexit do lado de fora do Parlamento britânico, em Londres 20/02/2019 REUTERS/Kevin Coombs

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia e o Reino Unido caminham para divulgar separadamente comunicados legais nos quais o bloco ressaltará novamente a natureza temporária do chamado “backstop” na fronteira irlandesa, que é parte das negociações do Brexit, disseram diplomatas em Bruxelas.

    Eles mencionaram uma “declaração paralela” ou um “instrumento interpretativo”, um dia após a primeira-ministra britânica, Theresa May, e o chefe do Executivo da União Europeia, Jean-Claude Juncker, se encontrarem em Bruxelas em busca de uma saída para o impasse em torno do Brexit.

    O “backstop” é uma apólice de seguro projetada para evitar controles de fronteira entre a Irlanda, membro da UE, e a Irlanda do Norte, governada pelos britânicos, depois do Brexit. Alguns parlamentares do Reino Unido temem que o recuo possa prender o país em uma união aduaneira permanente com a UE.

    “Também pretendemos atualizar as informações sobre os futuros laços entre UE e Reino Unido após o Brexit para dar mais destaque aos ‘arranjos alternativos’ buscados pelo Reino Unido”, disse um diplomata da UE que lida com o Brexit.

    “Mas May não conseguirá nenhuma palavra sólida antes de 28 de fevereiro.”

    Um segundo diplomata, informado sobre as negociações entre May e Juncker na quarta-feira à noite, confirmou que a UE apenas sinalizaria que essa era a direção tomada antes que a primeira-ministra britânica enfrentasse mais uma rodada de votação sobre o Brexit no Parlamento britânico.

    “O Parlamento precisa, primeiro, indicar claramente que esta opção ganharia, então, seu apoio ao ratificar o acordo do Brexit. Se eles fizerem isso, nós escolheremos as palavras com precisão na segunda semana de março e o texto irá para a cúpula para aprovação.”

    Caso contrário, a cúpula dos líderes nacionais da UE, que deve ocorrer entre 21 e 22 de março em Bruxelas, teria de concordar com um adiamento do Brexit para depois de 29 de março, segundo as fontes, para retardar o pior cenário possível: uma separação abrupta sem acordo.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below