July 12, 2020 / 4:47 PM / a month ago

China liberta professor que criticou presidente Xi, dizem amigos

PEQUIM (Reuters) - Um professor de Direito de Pequim crítico do presidente chinês Xi Jinping e do Partido Comunista foi libertado neste domingo após seis dias de detenção, disseram seus amigos.

Xu Zhangrun, professor de Direito Constitucional na Universidade de Tsinghua, voltou para casa no domingo de manhã mas permanecia sob vigilância e não pode falar publicamente sobre o que aconteceu, disse à Reuters um de seus amigos, que pediu para não ser identificado.

Pedidos de comentário para a polícia de Pequim e a universidade não foram respondidos neste domingo.

Xu, 57, ganhou destaque em julho de 2018 por denunciar a retirada do limite de dois mandatos para o líder da China, o que permitirá que Xi permaneça no cargo além de seu atual mandato.

Segundo uma mensagem de texto que circulou entre os amigos de Xu e vista pela Reuters, ele foi levado de sua casa nos subúrbios de Pequim na segunda-feira por mais de 20 policiais, que realizaram buscas em sua casa e confiscaram seu computador.

Segundo os amigos de Xu, a polícia disse à sua esposa que ele estava sendo detido por supostamente pedir prostituição durante uma viagem a Chengdu, mas ao menos dois amigos disseram que essa alegação seria difamação.

Reportagem de Yew Lun Tian

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below