January 18, 2019 / 1:21 PM / a month ago

Guerrilha ELN foi responsável por carro-bomba que deixou 21 mortos em Bogotá, diz ministro

Ministro da Defesa da Colômbia, Guillermo Botero 14/08/2018 REUTERS/Luisa Gonzalez

BOGOTÁ (Reuters) - O grupo rebelde colombiano ELN foi responsável pela explosão de um carro-bomba em uma academia de polícia que matou ao menos 21 pessoas e deixou dezenas de feridos em Bogotá, disse o ministro da Defesa do país, Guillermo Botero, nesta sexta-feira.

No ataque de quinta-feira, que o governo descreveu como um ato de terrorismo, o carro-bomba atravessou as barreiras de proteção da Escola General Santander antes de explodir. A força da explosão quebrou janelas de apartamentos nos arredores da academia.

O Exército da Libertação Nacional (ELN), composto por cerca de 2.000 combatentes e considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos e a União Europeia, começou negociações de paz com o governo do ex-presidente Juan Manuel Santos em fevereiro de 2017, mas o diálogo foi paralisado pelo atual presidente, Iván Duque.

Reportagem de Helen Murphy

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below