May 4, 2019 / 2:03 PM / 19 days ago

Coreia do Norte dispara projéteis, Coreia do Sul protesta

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte disparou diversos “projéteis de curta distância não identificados” ao mar de sua costa leste neste sábado, levando a Coreia do Sul a pedir que seu vizinho comunista parasse com “ações que aumentam a tensão militar na península coreana”.

O exército sul-coreano inicialmente descreveu o acontecido como um lançamento de míssil, mas na sequência deu uma descrição mais vaga. O disparo ocorreu após o teste pelo Norte do que chamou de sistema tático de armas de munição guiada, em abril.

Analistas suspeitam que a enxurrada de atividade militar por Pyongyang seja uma tentativa de exercer pressão sobre os Estados Unidos nas negociações para acabar com o programa nuclear do Norte, após reunião em fevereiro que terminou em um fracasso.

A presidência da Coreia do Sul incitou a Coreia do Norte a se abster de novas ações em uma das declarações mais duras desde que ambas as Coreias embarcaram em esforços de reconciliação no início do ano passado.

“Estamos muito preocupados com a última ação do Norte”, disse a porta-voz presidencial da Coreia do Sul em comunicado, acrescentando que a ação viola o acordo militar intercoreano.

“Esperamos que a Coreia do Norte junte esforços ativamente em direção à rápida retomada das negociações de desnuclearização”, afirmou ela, após reunião que contou com a participação do ministro da Defesa do país, além de conselheiros de segurança presidencial e do chefe de inteligência.

As negociações instaladas após um segundo encontro entre o líder norte-coreano Kim Jong Un e o presidente norte-americano Donald Trump em Hanoi, em fevereiro, não conseguiram produzir um acordo para acabar com o programa nuclear em Pyongyang em troca de alívio em sanções.

Yang Uk, pesquisador sênior do Fórum de Segurança e Defesa da Coreia, descreveu as ações deste sábado como uma expressão da frustração do Norte.

“É uma mensagem de que o país pode voltar ao modo anterior de confronto caso não haja avanço no impasse”, disse Yang.

Os projéteis, disparados da costa leste da cidade de Wonsan percorreram cerca de 70 a 200 quilômetros na direção nordeste, segundo o governo sul-coreano.

O exército da Coreia do Sul afirmou estar conduzindo uma análise em conjunto com os Estados Unidos dos últimos lançamentos. Especialistas dizem que os projéteis parecem ser lançadores múltiplos de foguetes, não mísseis balísticos. 

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below