December 26, 2018 / 5:39 PM / 3 months ago

EDP Renováveis negocia turbinas com Vestas para eólicas com quase 650 MW, diz fonte

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica EDP Renováveis está em negociação avançada com a fabricante dinamarquesa Vestas para a compra de turbinas eólicas que seriam utilizadas em complexos da companhia no Rio Grande do Norte, que somarão quase 650 megawatts em capacidade, disse à Reuters uma fonte com conhecimento direto do assunto.

Turbinas eólicas 16/09/2018 REUTERS/Pascal Rossignol

As conversas da empresa, do grupo português Energias de Portugal, visam um contrato de fornecimento para projetos que venderam antecipadamente a produção futura em leilões realizados pelo governo brasileiro em 2017 e 2018, acrescentou a fonte, que falou sob a condição de anonimato porque não tem autorização para dar informações à imprensa.

Estão envolvidos nessas tratativas, inclusive, parques no Rio Grande do Norte que a EDP Renováveis havia projetado originalmente para serem montados com turbinas da espanhola Gamesa, ainda segundo a fonte.

“As usinas da EDP Renováveis vão usar turbinas das Vestas. As negociações estão avançadas. Até aqueles parques projetados com máquinas da Gamesa devem fechar com Vestas”, disse.

A EDP Renováveis viabilizou no leilão A-6 realizado pelo governo em dezembro do ano passado a venda antecipada da energia de usinas eólicas dos complexo “Aventura” e “Santa Rosa”, com capacidade de cerca de 218 megawatts. Os empreendimentos precisam iniciar operação em janeiro de 2023.

Mais recentemente, no leilão A-6 deste ano, em agosto, a companhia fechou contratos para mais uma série de usinas, dos complexos “Jerusalém” e “Monte Verde”, que somarão 429 megawatts em potência instalada e deverão ser concluídos até 2024.

Procurada para falar sobre as negociações citadas pela fonte, a EDP Renováveis não respondeu de imediato. A Vestas informou que não comentará o assunto.

A Vestas anunciou mais cedo neste mês um contrato para fornecer 151 megawatts em turbinas à brasileira Casa dos Ventos. O acordo envolve turbinas com 4,2 megawatts de potência cada, que serão montadas na fábrica da empresa em Aquiraz, no Ceará, de forma a atender requisitos de conteúdo local do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A EDP Renováveis conta com um portfólio de projetos em operação e desenvolvimento no Brasil que somam capacidade de 1 gigawatt, segundo informações do site da companhia, que estima que todos esses empreendimentos estarão concluídos até 2024.

O grupo EDP ainda controla no país a EDP Brasil, com ativos de geração hidrelétrica e termelétrica e negócios em distribuição e transmissão de energia.

Por Luciano Costa

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below