June 17, 2020 / 6:18 PM / a month ago

Petrobras vê "tendência de estabilização" de casos de Covid-19 após 40 mil testes

SÃO PAULO (Reuters) - Após registrar desde o início da pandemia mais de mil casos de Covid-19 entre funcionários, com a grande maioria já tendo retornado ao trabalho, a Petrobras avalia que os registros da doença na empresa devem apresentar uma “tendência de estabilização”, na esteira de rígidas medidas de controle e testagem em massa de 40 mil colaboradores.

Trabalhadores em plataforma da Petrobras na Bacia de Santos, litoral do Rio de Janeiro 05/09/2018 REUTERS/Pilar Olivares

À Reuters, a Petrobras afirmou que 990 empregados tiveram Covid-19 e já retornaram ao trabalho e que atualmente 314 estão afastados de suas funções por terem contraído o coronavírus, sendo que 172 casos são assintomáticos.

Em 22 de maio, a Petrobras registrava 181 empregados afastados por coronavírus.

Na véspera, a empresa informou em nota à imprensa que chegou à marca de 40 mil testes para o vírus, após ter iniciado em abril testagem no pré-embarque para plataformas, expandindo a atividade logo em seguida para refinarias, térmicas e unidades de tratamento gás, entre outras instalações.

A empresa também disse que adotou outras rigorosas ações para evitar a disseminação da doença, como drástica redução do número de profissionais nas unidades e acompanhamento próximo da saúde dos colaboradores.

“Os dados de monitoramento da saúde dos empregados da companhia indicam uma tendência de estabilização (sem crescimento) do número de casos, o que indica que as ações implantadas estão surtindo efeito”, ressaltou a estatal, ao responder questionamento sobre se o pior já teria passado para a empresa em termos de registros de Covid-19.

A situação na estatal brasileira, se confirmada a estabilização, diferiria da vista no país, onde os números ainda são crescentes —o Brasil é atualmente o segundo no mundo com mais casos e mortes pela doença, atrás dos Estados Unidos.

A companhia afirmou que aplica os testes padrão ouro (RT-PCR) em todos empregados próprios e profissionais de empresas contratadas com sintomas de Covid-19, assim como pessoas que tiveram contato regular com eles. Ela também realiza testes rápidos, que detectam anticorpos, para triagem de pessoas assintomáticas antes de início de atividades em áreas operacionais, como plataformas e refinarias.

Essas e outras medidas permitiram que a Petrobras conseguisse lidar com a situação sem ter qualquer impacto na produção —a propósito, a empresa teve recorde de exportação de petróleo em abril, além de uma marca histórica de embarques de óleo combustível ao exterior em maio. Mais recentemente, a empresa elevou a taxa de utilização de suas refinarias, com uma recuperação no consumo de derivados.

“Os casos de Covid-19 identificados entre os empregados da Petrobras não inviabilizaram nenhuma operação da companhia. Tampouco causaram impacto na produção”, afirmou a empresa, em resposta por email, lembrando que o fornecimento de combustíveis e energia é um serviço essencial.

Segundo a companhia, a testagem em massa pré-embarque/pré-turno é fundamental para a triagem dos profissionais antes do início das atividades, evitando o contágio nas plataformas, refinarias, entre outras operações.

“Por meio dos testes rápidos, a Petrobras tem identificado pessoas sem qualquer sintoma, mas com presença de anticorpos que podem indicar vírus em estágio ativo e possibilidade de contágio”, disse a companhia, destacando que a partir do resultado os colaboradores não podem acessar as áreas operacionais e ficam em isolamento, afastando o contágio.

Além da testagem e outras medidas preventivas, como higienização das instalações, tem ajudado no controle da doença a redução da atuação presencial na empresa em cerca de 90% nas áreas administrativas e em 50% nas áreas operacionais que desempenham atividades essenciais.

A Reuters informou com exclusividade nesta quarta-feira que a Petrobras decidiu manter cerca da metade de sua equipe administrativa trabalhando em casa permanentemente, em um dos exemplos mais fortes até agora de como a pandemia fez empresas repensarem o conceito de escritório, ao mesmo tempo em que buscam reduzir custos.

Com testes de triagem e testes para diagnóstico, a Petrobras disse que já cobriu cerca de 26% do universo de cerca de 150 mil pessoas que atuam em suas unidades, sejam empregados ou colaboradores de empresas prestadoras de serviços.

“Em comparação a países que adotaram testes em massa, a companhia testou proporcionalmente três vezes mais que os EUA e quase o dobro que Portugal.”

A empresa declarou ainda que monitora em tempo real os dados de saúde de seus empregados, que são orientados a reportar imediatamente caso tenham qualquer sintoma por meio de um call center 24 horas, além de atendimento eletrônico.

A Petrobras informou também que atua junto às empresas prestadoras de serviços para que monitorem seus empregados,”prestando todo apoio quando necessário”.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below