October 14, 2019 / 11:50 PM / a month ago

Presidente do Equador assina decreto para reverter aumento de combustíveis

Pessoas removem barricadas das ruas após o governo do presidente do Equador, Lenin Moreno, ter concordado em revogar o decreto que removia subsídios sobre os combustíveis. 14/10/2019. REUTERS/Ivan Alvarado

QUITO (Reuters) - O presidente do Equador, Lenín Moreno, assinou nesta segunda-feira decreto para revogar a medida que suspendia os subsídios aos combustíveis e havia provocado os piores distúrbios do país em uma década.

O decreto firmado por Moreno deixa claro que os preços da gasolina e do diesel voltarão aos níveis anteriores a partir da meia-noite de terça.

O documento publicado nesta segunda anuncia que será elaborado imediatamente um novo decreto com uma política de subsídios de combustíveis “com enfoque integral, com critérios e racionalização, focalização e setorialização, que assegure que eles não se destinem a pessoas de maiores recursos econômicos, nem contrabandistas de combustíveis”.

Reportagem de Gabriel Stargardter, Mitra Taj e Alexandra Valencia

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below