July 31, 2020 / 9:05 PM / 6 days ago

Republicanos e democratas duvidam de eleição justa este ano nos EUA, mostra pesquisa Reuters/Ipsos

(Reuters) - Norte-americanos de todo o espectro político compartilham o grande temor de que a eleição de novembro será ofuscada por fraude, interferência ou esforços para suprimir votos, de acordo com uma nova pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta sexta-feira.

Correspondência enviada a eleitores registrados para confirmar seu endereço para cédulas postais na eleição nos EUA 30/07/2020 REUTERS/Lucy Nicholson

Cerca de metade dos eleitores registrados, incluindo cerca de 80% dos republicanos entrevistados, disse temer que o aumento do voto pelo correio leve a uma fraude generalizada na votação de 3 de novembro, mostrou a sondagem.

As conclusões levam a crer que uma parcela grande do país pode ter dificuldade para aceitar o resultado da eleição, que deve testemunhar uma grande quantidade de votos pelo correio devido à pandemia de coronavírus. O presidente republicano, Donald Trump, está atrás de seu oponente democrata, o ex-vice-presidente Joe Biden, nas pesquisas de opinião.

A enquete também revelou que os republicanos estão fortemente alinhados na questão com Trump, que está atacando o voto pelo correio há meses e na quinta-feira cogitou pela primeira vez a ideia de adiar a eleição —o que ele não pode fazer.

A pesquisa, realizada na terça e quarta-feira parcialmente antes do tuíte de Trump, também mostrou grande preocupação dos dois partidos com a integridade da eleição: quase três quartos receiam a supressão de eleitores ou uma possível interferência eleitoral.

Em 2016, agências de inteligência dos Estados Unidos concluíram que a Rússia interveio na eleição presidencial para prejudicar a campanha da democrata Hillary Clinton e semear desconfiança na democracia norte-americana.

A pesquisa apontou que 74% dos eleitores registrados estão preocupados com “fraude eleitoral organizada por elementos políticos na esperança de influenciar os resultados das eleições”, sendo sete de cada 10 democratas e oito de cada 10 republicanos.

Cerca de 73% dos eleitores registrados também disseram recear uma “supressão de eleitores”, sendo oito de cada 10 democratas e seis de cada 10 republicanos.

Democratas e grupos de defesa do direito ao voto dizem que a votação pelo correio é uma maneira de proteger os eleitores do vírus e que não garantir esta opção em meio a uma pandemia privará de uma escolha milhões de cidadãos –especialmente os pobres e os afro-norte-americanos, que são considerados mais vulneráveis ao vírus e tendem a votar em democratas.

Uma maioria bipartidária de eleitores registrados, 67%, disse acreditar que sua cédula será devidamente contada se votar pelo correio, o que inclui oito de 10 democratas e seis de 10 republicanos.

A pesquisa Reuters/Ipsos foi realizada pela internet em todo o país em inglês, entrevistou 1.215 norte-americanos adultos, 1.027 deles identificados como eleitores registrados, e tem um intervalo de credibilidade —uma medida de precisão— de mais ou menos 4 pontos percentuais.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below