January 6, 2019 / 3:32 PM / in 5 months

Casa Branca sinaliza acordo para acabar com a paralisação do governo dos EUA

Por Ginger Gibson e Amanda Becker

WASHINGTON (Reuters) - O chefe de gabinete da Casa Branca disse neste domingo que a paralisação do governo federal dos EUA, que entra na terceira semana, pode “se arrastar muito mais”.

Mick Mulvaney também levantou a possibilidade de mudar os materiais de construção usados para construir um muro na fronteira com o México, a fim de chegar a um compromisso entre o presidente Donald Trump e os democratas.

Em entrevista ao programa “Meet the Press”, da NBC, ele afirmou que Trump considera aceitar financiamento para construir uma cerca de aço, apesar de sua promessa de campanha de que o muro fosse construído de concreto.

“E se ele tiver que desistir de um muro de concreto, substitua-o por uma cerca de aço para fazer isso para que os democratas possam dizer: ‘Está vendo? Ele não está mais construindo um muro’, isso deve nos ajudar a avançar na direção certa”, disse Mulvaney, que também é o chefe do Escritório de Administração e Orçamento.

Ele ainda afirmou que as negociações entre sua equipe e os democratas no Congresso foram inundadas de pedidos técnicos após encontro entre ambos os lados na manhã de sábado. “Acredito que isso se arrastará intencionalmente por muito mais tempo”, disse Mulvaney, que é o principal assessor da Casa Branca.

Grande parte do governo federal entrou em paralisação em 22 de dezembro, depois que parlamentares e o presidente chegaram a um impasse sobre as exigências de Trump para construir um muro.

O presidente quer que qualquer orçamento para manter a operação do governo federal também inclua 5,6 bilhões de dólares para o início da construção do muro de 23 bilhões de dólares ao longo da fronteira dos EUA com o México.

Os democratas que controlam a Câmara dos Deputados aprovaram nesta semana uma lei para retomar as atividades do governo sem fornecer fundos adicionais para o muro, e insistiram que a reabertura do governo federal deve depender de recursos para construção.

Mulvaney rejeitou as alegações de outros republicanos de que as motivações políticas impedem o comprometimento de Trump. O senador republicano Lindsey Graham disse na semana passada que a base política de Trump abandonaria o presidente se ele não construísse um muro.

“O presidente está interessado em resolver esse problema”, disse Mulvaney. “É por isso que estamos nos encontrando há duas semanas. É por isso que nos encontramos ontem com o vice-presidente e sua equipe por várias horas. É por isso que o presidente se reuniu com as equipes de liderança há três dias por várias horas.”

Por Ginger Gibson

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below