February 2, 2020 / 7:36 PM / 24 days ago

Trump e Bloomberg trocam insultos escolares em meio à guerra de propaganda

WEST PALM BEACH, Estados Unidos (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o pré-candidato democrata à presidência, Michael Bloomberg, trocaram acusações neste domingo, em uma dicussão que sugere que a campanha de Bloomberg está disposta a enfrentar de frente os insultos do rival.

    Os comentários de Trump na Fox News e depois em uma série de tuítes publicados no sábado à noite também indicam que o presidente está de olho na pré-candidatura do bilionário e ex-prefeito de Nova York.

    Uma pesquisa Reuters/Ipsos divulgada na quinta-feira mostrou Bloomberg em terceiro lugar para ganhar a nomeação democrata de 2020, depois de ter gastado milhões de dólares de seu próprio dinheiro em propaganda.

    Trump disse na entrevista à Fox News que vai ao ar neste domingo que Bloomberg, que é mais baixo que o presidente, solicitou uma caixa para ficar sobre ela nos debates democratas.

    Na semana passada, o Comitê Democrata Nacional derrubou uma regra que exigia que candidatos atingissem uma certa quantidade de doações populares, abrindo as portas para que Bloomberg participe dos debates de 19 de fevereiro em Nevada. O bilionário, que entrou na corrida há pouco tempo, prometeu não aceitar doações e financiar sua própria campanha usando sua fortuna de 60 bilhões de dólares.

    “Ele quer uma caixa para os debates. Por que ele teria esse direito? Sério. Alguém mais recebe uma caixa?”, disse Trump durante uma entrevista que foi gravada no sábado em um clube do presidente, na Flórida.

   Trump, que usa frequentemente apelidos jocosos contra seus adversários políticos, também publicou uma série de tuítes chamando Bloomberg de “Mini-Mike”.

    Neste domingo, a campanha de Bloomberg negou que tenha requisitado uma caixa para os debates. “O presidente está mentindo. Ele é um mentiroso patológico, que mente sobre tudo: seu cabelo é falso, sua obesidade é falsa e seu bronzeado é falso”, disse a porta-voz de Bloomberg, Julie Wood.

    Trump também sugeriu que o comitê democrata estava mudando as regras para permitir a participação de Bloomberg nos debates. “Eu acho injusto para os democratas. Mas eu adoraria enfrentar o Bloomberg. Amaria”, disse.

    Alguns conselheiros de Trump disseram em privado, contudo, que temem ver Bloomberg como candidato democrata, por causa da sua capacidade de investir até 1 bilhão de dólares na campanha.

    Ambas as campanhas gastarão 10 milhões cada para exibirem propaganda durante o Super Bowl, a final do campeonato nacional de Futebol Americano, neste domingo, um evento assistido por milhões de pessoas.

    (Por Steve Holland)

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below