February 9, 2019 / 2:17 PM / 10 days ago

Trump anuncia novo encontro com Kim Jong Un em Hanói

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na sexta-feira que diplomatas norte-americanos tiveram “um encontro muito produtivo” com autoridades norte-coreanas, e anunciou um novo encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, na capital do Vietnã, Hanói.

    “Meus representantes acabaram de deixar a Coreia do Norte após um encontro muito produtivo e acertamos um local e data para um segundo encontro com Kim Jong Un. Ocorrerá em Hanói, no Vietnã, nos dias 27 e 28 de fevereiro”, disse Trump pelo Twitter.

    “Estou ansioso por encontrar o presidente Kim e avançar na causa da paz!”, completou Trump.

    No começo desta semana, Trump anunciou as datas para o segundo encontro com Kim e que ele ocorreria no Vietnã, mas a cidade não havia sido divulgada.

    Stephen Biegun, o representante especial dos EUA na Coreia do Norte, realizou três dias de conversas com Pyongyang como preparação para o encontro, disse o Departamento de Estado dos EUA na sexta-feira.

    O órgão afirmou que Biegun combinou de se encontrar novamente com seu colega norte-coreano, Kim Hyok Chol, antes do encontro.

    Em suas conversas em Pyongyang, ocorridas de quarta a sexta-feira, Biegun e Kim Hyok Chol “discutiram o avanço dos compromissos do presidente Trump e do presidente Kim em Cingapura para a completa desnuclearização, transformando as relações entre os EUA e a RPDC e construindo uma paz duradoura na Península das Coreias”, disse o Departamento de Estado.

    O comunicado, que se referiu à Coreia do Norte pela sigla de seu nome oficial, República Popular Democrática da Coreia, não deu indicativos de qualquer avanço nas negociações.

    Com apenas semanas separando o anúncio do encontro, depois de uma reunião sem precedentes ocorrida entre os chefes de Estado em junho, em Cingapura, ambos os lados aparentemente não estreitaram as diferenças sobre as exigências dos EUA para que a Coreia do Norte desista de seu programa de armas nucleares que ameaça os EUA.

    Biegun afirmou na semana passada que as conversas em Pyongyang tinham o objetivo de progredir em pactos feitos em Cingapura e mapear “uma série de compromissos realizáveis” para o segundo encontro.

    Ele disse que Washington está disposta a discutir “muitas ações” para melhorar os laços e convencer Pyongyang a desistir de seu programa nuclear. E também que Trump está pronto para encerrar a Guerra da Coreia, que durou de 1950 a 1953 e que acabou com um armistício, não um tratado de paz.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below