December 21, 2018 / 2:53 PM / a month ago

Trump ameaça paralisação "muito longa" do governo se não houver recursos para muro

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou uma paralisação “muito longa” do governo horas antes do prazo até meia-noite desta sexta-feira, pressionando o Senado a aprovar uma legislação orçamentária que inclua 5 bilhões de dólares para a construção de um muro na fronteira e tentando culpar os democratas por uma queda de braço às vésperas do fim de ano.

Presidente dos EUA, Donald Trump 20/12/2018 REUTERS/Jim Young

O Senado, de maioria republicana, já havia aprovado os fundos para o governo funcionar até 8 de fevereiro sem destinar dinheiro para o muro, mas na quinta-feira Trump pressionou aliados republicanos na Câmara dos Deputados a usarem o projeto de lei de gastos de curto prazo como alavanca para forçarem a alocação do dinheiro para o muro de fronteira, apesar das objeções dos democratas.

Em diversos tuítes publicados na manhã desta sexta-feira, o presidente exortou o líder da maioria republicano no Senado, Mitch McConnell, a aprovar o projeto de lei da Câmara. Trump, que na semana passada disse que teria “orgulho” de provocar uma paralisação do governo, tentou culpar os senadores democratas, cujo apoio é necessário para se chegar aos 60 votos exigidos para uma aprovação.

Atualmente os republicanos têm uma maioria estreita de 51 a 49 no Senado.

“Se os democratas votarem não, haverá uma paralisação que durará muito tempo”, escreveu ele em um tuíte.

“O senador Mitch McConnell deveria lutar pelo muro e pela segurança na fronteira tão duramente quanto lutou por qualquer coisa”, tuitou. “Ele precisará de votos democratas, mas como se viu na Câmara, coisas boas acontecem”.

Três quartos dos programas governamentais estão financiados até 30 de setembro de 2019, incluindo os dos Departamentos de Defesa, Trabalho e Saúde e Serviços Humanos.

Mas o financiamento de outras agências, como os Departamentos de Segurança Interna, Justiça e Agricultura, vencerá à meia-noite desta sexta-feira. Uma paralisação deixaria muitos funcionários federais sem pagamento no Natal.

Se a medida da Câmara for submetida a uma votação no Senado, os democratas prometem impedir que ela receba os votos de que necessita para ser chancelada.

“O projeto de lei que está no plenário da Câmara, todos sabem que não passará no Senado”, disse o líder democrata, Chuck Schumer, aos repórteres na noite de quinta-feira.

Não ficou claro o que acontecerá neste caso. Uma paralisação parcial do governo pode entrar em vigor, ou os parlamentares podem trabalhar para encontrar uma solução que Trump considere aceitável.

Trump também pediu que McConnell use a chamada “opção nuclear”, que permite à Casa aprovar uma legislação com uma maioria simples, quebrando uma longa tradição do Senado.

Por Richard Cowan, Ginger Gibson e Susan Heavey

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below