February 5, 2020 / 1:16 PM / 13 days ago

Trump e Pelosi se hostilizam em noite do discurso do Estado da União

Por Steve Holland e David Morgan e Jeff Mason

Presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, rasga cópia do discurso sobre o Estado da União feito pelo presidente norte-americano, Donald Trump 04/02/2020 REUTERS/Jonathan Ernst

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a presidente da Câmara dos Deputados do país, a democrata Nancy Pelosi, se hostilizaram na noite do discurso do Estado da União, na terça-feira, quando Trump lhe recusou um aperto de mão e Pelosi rasgou uma cópia do discurso de Trump às suas costas.

Trump evitou o tema do drama do impeachment no discurso beligerante de 80 minutos, mas as feridas abertas da batalha ficaram evidentes – seus colegas republicanos o aplaudiram de pé várias vezes, enquanto a maioria de seus rivais democratas permaneceu sentada.

O Senado de maioria republicana deve absolvê-lo das acusações de abuso de poder e obstrução do Congresso durante uma votação nesta quarta-feira.

Ao encontrar Pelosi pela primeira vez desde que ela saiu no meio de uma reunião na Casa Branca quatro meses atrás, Trump se recusou a apertar sua mão estendida ao lhe dar uma cópia de seus comentários antes de começar a falar.

Apesar de não ter falado com Trump desde sua última reunião, ela pareceu surpresa. Ela não citou o costumeiro “grande privilégio e honra distinta” que normalmente acompanha a apresentação que o presidente da Câmara faz do presidente ao Congresso.

“Membros do Congresso, o presidente dos Estados Unidos”, foi tudo que ela disse ao apresentar Trump.

Quando seu discurso terminou, Pelosi se levantou e rasgou a cópia do discurso que ele lhe entregou, dizendo mais tarde aos repórteres que foi “a coisa mais cortês a se fazer, considerando a alternativa”.

Kayleigh McEnany, porta-voz da campanha à reeleição de Trump, disse a respeito de Pelosi: “Seu ódio por @realdonaldtrump a cegou para a natureza repulsiva de seu comportamento esnobe e elitista”.

Após o evento, Pelosi tuitou uma foto de si mesma com a mão estendida para Trump e disse: “Os democratas jamais deixarão de estender a mão da amizade para dar conta do trabalho #ParaOPovo. Trabalharemos para encontrar o meio-termo onde pudermos, mas faremos pé firme onde não pudermos”.

A tensão foi um sinal de que não se deve esperar muito avanço legislativo a nove meses da eleição presidencial na qual Trump buscará a reeleição.

O processo de impeachment intensificou a animosidade entre Trump, ex-apresentador de reality show transformado em político conservador, e Pelosi, manifesta durante toda a Presidência. Ele a chama rotineiramente de “Nancy Louca” em seus comícios de campanha.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below