December 26, 2018 / 10:59 AM / 6 months ago

Equipes de resgate da Indonésia enfrentam chuvas a caminho de vilarejos atingidos por tsunami

SUMUR, Indonésia (Reuters) - Equipes de resgate da Indonésia enfrentaram chuvas nesta quarta-feira para chegar a áreas remotas do litoral oeste de Java em meio a um alerta de “condições climáticas extremas” após um tsunami que matou mais de 400 pessoas na semana passada.

Visão aérea de área afetada por tsunami em Banten, na Indonésia 25/12/2018 Antara Foto/Muhammad Adimaja/via REUTERS

Chuvas pesadas assolaram vilarejos de pescadores ao longo da costa, cobrindo estradas de lama e atrasando comboios que levam máquinas pesadas e ajuda a áreas isoladas, e as autoridades aconselharam os moradores a manterem distância das praias para o caso de surgirem novas ondas.

Nuvens de cinzas emanavam do vizinho Anak Krakatoa, ou filho de Krakatoa, quase obscurecendo a ilha vulcânica onde o colapso de uma cratera, ocorrido durante a maré alta de sábado, gerou ondas de até 5 metros que se espalharam pelo litoral no Estreito de Sunda, situado entre as ilhas de Java e Sumatra.

A agência de meteorologia da Indonésia (BMKG) disse que o clima ruim pode fragilizar a cratera do vulcão.

“Desenvolvemos um sistema de monitoramento concentrado especificamente nos tremores vulcânicos do Anak Krakatoa para podermos emitir alertas com antecedência”, disse o diretor da BMKG, Dwikorita Karnawati, acrescentando que uma zona de exclusão de dois quilômetros foi imposta.

O saldo de mortes confirmadas é de 430, e ao menos 159 pessoas estão desaparecidas. Quase 1.500 pessoas ficaram feridas e mais de 21 mil foram levadas para terrenos mais elevados.

Um estado de emergência vigorará até 4 de janeiro, o que as autoridades esperam facilitar o envio de assistência, disse Sutopo Purwo, diretor da agência nacional de mitigação de desastres.

Equipes de busca e resgate se concentraram na cidade de Sumur, próxima do extremo sudoeste de Java, mas “as estradas estão danificadas e entupidas” e foi preciso usar helicópteros para realizar avaliações e retiradas, acrescentou.

Voluntários estavam tendo que improvisar pontes com blocos de concreto depois que as ondas varreram elementos da infraestrutura ao longo a costa.

A Indonésia é um vasto arquipélago situado no “Círculo de Fogo” do Pacífico. Neste ano o país sofreu seu pior saldo de mortes em desastres em mais de uma década.

As ondas do tsunami de sábado engoliram vilarejos de pescadores e resorts de férias, deixando o litoral repleto de fragmentos de madeira de casas, veículos esmagados e árvores caídas.

Reportagem adicional de Bernadette Christina Munthe, Tabita Diela, Fanny Potkin, Nilufar Rizki e Wilda Asmarini, em Jacarta

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below