November 3, 2019 / 3:37 PM / 14 days ago

Aramco inicia o que pode ser maior IPO do mundo sem dar muitos detalhes

DHAHRAN, Arábia Saudita/DUBAI (Reuters) - A gigante petrolífera estatal da Arábia Saudita finalmente iniciou sua oferta pública inicial de ações (IPO) neste domingo, anunciando sua intenção de operar na bolsa doméstica, no que pode ser a maior listagem do mundo, num momento em que o reino busca diversificar sua economia fora do petróleo.

Porém, em seu tão esperado anúncio, a Aramco, empresa mais lucrativa do mundo, ofereceu poucos detalhes sobre o número de ações a serem vendidas, preço ou data de lançamento.

Os banqueiros afirmaram ao governo saudita que os investidores provavelmente avaliariam a empresa em cerca de 1,5 trilhão de dólares, abaixo dos 2 trilhões de dólares apresentados pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman quando ele divulgou a ideia de uma abertura de capital há quase quatro anos.

A Aramco também não mencionou as medidas adotadas para reforçar a segurança após ataques sem precedentes contra suas instalações de petróleo em setembro.

Fontes disseram à Reuters que a companhia de petróleo poderia oferecer de 1 por cento a 2 por cento de suas ações na bolsa local, levantando entre 20 bilhões e 40 bilhões de dólares. Um acordo acima de 25 bilhões de dólares superaria o recorde da gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba em 2014.

“Hoje é a oportunidade certa para novos investidores colherem os benefícios da capacidade da Aramco de agregar valor e impulsioná-la a longo prazo”, disse o presidente da Aramco, Yasir al-Rumayyan, em entrevista coletiva na sede da empresa na cidade de Dhahran, leste do país.

A empresa passará os próximos 10 dias conversando com investidores e articulando interesses, e a faixa de preço seguirá, disse ele.

O IPO foi projetado para turbinar a ambiciosa agenda de reformas econômicas do príncipe Mohammed ao levantar bilhões para construir indústrias não energéticas e diversificar os fluxos de receita.

Rumayyan disse que uma decisão sobre cotação internacional das ações da Aramco será tomada no futuro, sem dar prazo ou local para a cotação no exterior.

“A venda de uma pequena parte da Aramco em um mercado cativo dá ao KSA (Reino da Arábia Saudita) mais controle para sustentar o valor da Aramco acima do seu valor justo”, disse Gary Ross, CEO da Black Gold Investors.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below