October 11, 2019 / 12:04 PM / 12 days ago

Ataque a petroleiro do Irã na costa saudita pode ter sido com mísseis, diz mídia

DUBAI (Reuters) - Um navio-petroleiro de propriedade iraniana foi atingido, provavelmente por mísseis, no Mar Vermelho, na costa da Arábia Saudita, nesta sexta-feira, disse a mídia do Irã.

Petroleiro iraniano no Mar Vermelho 11/10/2019 WANA (West Asia News Agency)

O incidente, se confirmado, atiçará a tensão em uma região abalada por ataques a petroleiros e instalações petrolíferas ocorridos desde maio.

O Sabiti foi alvejado de manhã a cerca de 96 quilômetros do porto saudita de Jedá, noticiou a mídia iraniana.

A Companhia Nacional Iraniana de Navios-tanque (NITC) disse que a embarcação está danificada, mas estável, e negou reportagens segundo as quais foi incendiada.

O incidente, que ainda não foi confirmado de maneira independente, é o mais recente a envolver navios-petroleiros na área do Mar Vermelho e do Golfo Pérsico, e é provável que eleve as tensões entre Teerã e Riad, inimigos regionais de longa data que travam uma guerra de interesses no Iêmen, localizado no extremo sul do Mar Vermelho.

Reportagens sobre o incidente, que por ora só vieram de fontes iranianas, ofereceram relatos divergentes. Citando a estatal de petróleo, a televisão estatal disse que o navio foi atingido por mísseis, mas negou uma reportagem segundo a qual partiram da Arábia Saudita.

A NITC disse que “as explosões provavelmente foram causadas por ataques de mísseis” e que está investigando a fonte, acrescentando que a tripulação está em segurança.

O Ministério das Relações Exteriores iraniano disse que o navio foi alvejado duas vezes, sem dizer o que o atingiu.

A TV estatal exibiu imagens do convés do navio dizendo que foram feitas após o ataque, mas elas não mostravam danos visíveis. As laterais do casco não foram enquadradas.

O Mar Vermelho é uma grande rota global de petróleo e outros produtos, ligando o Oceano Índico ao Mediterrâneo através do Canal de Suez. Os preços do petróleo saltaram após a notícia, e fontes da indústria disseram que o ataque pode elevar os custos já altos das remessas.

Ninguém assumiu a responsabilidade pelo incidente desta sexta-feira, que aconteceu na esteira de ataques a navios no Golfo em maio e junho, além de atentados a instalações petrolíferas sauditas em setembro.

Os Estados Unidos, enredados em uma crise com Teerã devido aos planos nucleares iranianos, culpou o Irã pelos incidentes anteriores. O regime do Irã negou qualquer participação.

Riad não comentou de imediato as reportagens desta sexta-feira. A Quinta Frota da Marinha dos EUA, que opera na região, disse estar ciente das reportagens, mas que não tem mais informações.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below