April 7, 2019 / 5:30 PM / 5 months ago

Itália irá rever meta de déficit primário para 2,1% do PIB, dizem fontes

ROMA (Reuters) - A Itália irá provavelmente aumentar a sua meta de déficit primário para 2,1 por cento do Produto Interno Bruto quando publicar as novas metas esta semana, informaram à Reuters três fontes com conhecimento do assunto, acrescentando que o número pode aumentar ainda mais depois do verão europeu.

A Itália, cujo déficit primário é o maior da zona do Euro depois da Grécia, proporcionalmente, tem tido dificuldades para segurar as custosas promessas feitas pela coalizão populista que governa o país.

As novas previsões serão apresentadas no documento econômico e financeiro anual do governo, previsto para ser divulgado na quarta-feira, e traz os dados para o orçamento de 2020.

A meta para o déficit de 2020 apresentada em dezembro é de 1,8 por cento do PIB, abaixo dos 2,04 por cento desde ano, mas o resultado abaixo do esperado da economia este ano significa que os déficits dos dois anos terão que ser revisados para cima.

O crescimento do PIB do próximo ano deve ser reduzido para um pouco abaixo de 1 por cento, disseram duas das fontes ouvidas. A previsão atual era de crescimento de 1,1 por cento.

O governo deve atualizar suas metas novamente em setembro, quando terá que encontrar uma forma de evitar um aumento de 23 bilhões de euros em impostos que devem entrar em vigor em 2020, mas que os partidos da coalizão governistas prometeram derrubar.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below