December 3, 2018 / 9:44 AM / 7 days ago

Atividade industrial da China sobe em novembro, mas demanda de clientes cai, mostra PMI do Caixin

Pessoas trabalham em maquinário hidráulico em linha de produção em Zhangjiakou, na China 14/11/2018 REUTERS/Stringer

PEQUIM (Reuters) - A atividade industrial da China subiu levemente em novembro, mostrou uma pesquisa privada, embora novas encomendas de exportação tenham estendido sua queda em mais um golpe contra o setor já prejudicado pelas tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit para a indústria divulgado nesta segunda-feira subiu a 50,2 ante 50,1 em outubro. Economistas ouvido pela Reuters estimavam uma leitura de 50,0, o nível que separa a expansão da contração.

As encomendas domésticas vêm perdendo ímpeto em trimestres recentes, conforme a segunda maior economia do mundo desacelera. No geral, um subindex medindo novas encomendas melhorou para 50,9 em novembro, ante 50,4 no mês anterior, conforme industriais reduziram preços.

As exportações mantiveram a força até agora, mas a contínua ameaça de tarifas maiores dos Estados Unidos no ano que vem em meio a uma guerra comercial com os EUA, o primeiro parceiro comercial da China, continuou pesando sobre a atividade industrial chinesa.

O risco foi destacado pelo subindex de novas encomendas de exportação caindo a 47,7 em novembro, de 48,8 um mês antes, em meio a condições de demanda global mais fracas, de acordo com a pesquisa.

Reportagem de Ryan Woo

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below