November 27, 2018 / 1:17 PM / 14 days ago

UE vai pressionar por reforma da OMC na cúpula do G20, diz carta conjunta

BRUXELAS (Reuters) - As tensões comerciais globais estão colocando em risco os compromissos das 20 maiores economias do mundo (G20) de manter os mercados abertos, disseram delegados da União Europeia ao G20, prometendo reformar as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) para ajudar a resolver as tensões.

Tusk, em evento em Varsóvia 5/11/2018 Agencja Gazeta/Slawomir Kaminski/via REUTERS

Os líderes do G20 devem se reunir na sexta-feira e no sábado em Buenos Aires, e a crescente disputa comercial entre os Estados Unidos e a China provavelmente será o principal tópico da agenda.

O presidente do conselho da União Europeia, Donald Tusk, e o chefe da Comissão Europeia, o braço executivo da UE, Jean-Claude Juncker, representarão o bloco de 28 países na cúpula.

“A perspectiva antes da cúpula é bastante sombria. A ordem internacional baseada em regras está sob crescente pressão e as tensões do comércio global permanecem sem solução, afetando negativamente as perspectivas econômicas globais”, disseram Tusk e Juncker em uma carta.

“Nós, portanto, queremos focar nossa atenção em convencer nossos parceiros de que não há alternativa melhor do que uma cooperação multilateral coordenada”, disseram eles.

Os Estados Unidos e a China vêm impondo tarifas sobre os produtos um do outro em uma disputa pelo acesso ao mercado, transferência forçada de tecnologia, direitos de propriedade intelectual e subsídios estatais a certos setores que distorcem a concorrência.

A UE, o Canadá e o Japão também estão envolvidos por causa das tarifas dos EUA sobre produtos de aço e alumínio impostos por Washington no início deste ano.

As regras da OMC têm que ser adaptadas a novos desafios globais, como subsídios industriais, transferência forçada de tecnologia e outras políticas que distorcem o mercado, disse a carta da UE.

A cúpula do G20 também deve ter o objetivo de ajudar a acabar com o bloqueio de nomeações dos Estados Unidos ao órgão da OMC para resolver disputas e suspender a intensificação de medidas e contramedidas unilaterais das duas maiores economias do mundo.

O presidente dos EUA, Donald Trump, levou o principal tribunal de comércio do mundo à beira do colapso ao se recusar a endossar novos juízes. A partir de dezembro de 2019, restará apenas um juiz, impossibilitando a OMC de emitir sentenças finais de apelação.

“Os antigos compromissos do G20 de manter os mercados abertos, combater o protecionismo e apoiar o sistema multilateral de comércio correm o risco de se tornar palavras vazias”, disse a carta.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below