November 29, 2019 / 11:46 AM / 7 days ago

Bolsonaro diz que Brasil caminha para ter juros bancários compatíveis com taxa básica

Presidente Jair Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada 22/11/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o Brasil caminha para ter os juros cobrados pelas instituições financeiras em linha com a taxa básica de juros, após o governo ter limitado nesta semana os juros do cheque especial a 8% ao mês.

Bolsonaro acrescentou que pediu ao Banco Central um levantamento de qual era o juros cobrado no cheque especial por todas as instituições para que se possa mostrar o tamanho da redução, e lembrou que a medida foi tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), e não por meio de um “canetaço”.

“O Brasil caminha nessa direção, os números passarem a ser compatíveis com a taxa de juros e com aquilo que estamos fazendo na economia”, disse o presidente em entrevista a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada.

Nesta semana, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou resolução que muda o desenho do cheque especial, estabelecendo que a taxa de juros do produto não poderá superar 8% ao mês —cerca de 150% ao ano. Em comparação, a taxa básica de juros, a Selic, está atualmente em 5% ao ano.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below