July 24, 2019 / 1:49 PM / a month ago

Bolsonaro diz que liberação de contas do FGTS é medida emergencial para levantar economia

Bolsonaro, durante evento no Planalto 19/7/2019 REUTERS/Adriano Machado

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a liberação de saques de contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que será anunciada oficialmente pelo governo nesta quarta-feira, é uma medida emergencial tomada para tentar recuperar uma “economia que não vai bem”.

As regras para os saques dos recursos serão anunciadas pelo governo mais tarde nesta quarta-feira, numa investida concebida para injetar algum ânimo à economia. Mais cedo neste mês, a equipe econômica cortou pela metade a previsão de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, a 0,81%.

“É algo emergencial, sim, é emergencial, porque a nossa economia não vai bem, né, se bem que já está dando sinais de recuperação. E eu acho que dá para a gente ajudar bastante no corrente ano, entrando um dinheirinho no comércio aí”, disse Bolsonaro nesta manhã em entrevista.

De acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, os trabalhadores poderão sacar até 500 reais de contas do FGTS, tanto ativas quanto inativas, dentro de um limite a ser definido de acordo com o saldo.

A medida poderá atender até 96 milhões de trabalhadores, que no total possuem 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS, e o período para a retirada será de agosto de 2019 a março de 2020, afirmou o ministro.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below