June 30, 2020 / 7:37 PM / 8 days ago

Carlos Decotelli deixa comando do Ministério da Educação

Esplanada dos Ministérios em Brasília 21/04/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - Carlos Decotelli pediu demissão do cargo de ministro da Educação nesta terça-feira, após a revelação de inconsistências em seu currículo, afirmou uma fonte com conhecimento direto da decisão.

Decotelli, que fora nomeado para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada e nem sequer chegou a tomar posse em cerimônia oficial, havia confirmado pessoalmente a demissão ao jornal Folha de S.Paulo mais cedo, de acordo com o jornal.

O Ministério da Educação não confirmou de imediato o pedido de demissão, mas informou que Decotelli foi ao Palácio do Planalto para conversar com Bolsonaro. O Planalto não respondeu a um pedido de comentário.

Quando anunciou a escolha do agora ex-ministro, Bolsonaro destacou os títulos que Decotelli recebeu durante sua vida acadêmica. Posteriormente, no entanto, surgiram questionamentos sobre titulações e informações incluídas nos cursos de mestrado, doutorado e pós-doutorado que ele divulgou.

Decotelli fora escolhido para substituir Abraham Weintraub, que se envolveu em polêmicas na sua gestão à frente do ministério.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below