March 27, 2019 / 10:37 PM / 3 months ago

Bolsonaro e Maia voltam a trocar farpas e no fim presidente da Câmara diz que não responderá mais "gracinhas"

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltaram a trocar farpas publicamente nesta quarta-feira elevando a tensão na relação entre os dois, mas já à noite o deputado prometeu não respondeu mais “gracinhas”.

Presidente Jair Bolsonaro entrega proposta da reforma da Previdência ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia 20/02/2019 Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação via REUTERS

A confusão do dia começou com Bolsonaro afirmando, em entrevista à TV Band, que Maia estaria “abalado por questões pessoais”, possível referência a Moreira Franco, padrasto de sua mulher preso na semana passada e posteriormente solto.

“Não quero entrar em detalhes, coisas pessoais, que logicamente isso passa por esse estado emocional dele no momento”, disse Bolsonaro.[nL1N21E1XX]

Ao saber da declaração, Maia rebateu.

“Abalados estão os brasileiros, que estão esperando desde 1º de janeiro que o governo comece a funcionar. São 12 milhões de desempregados, 15 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza, a capacidade de investimento do Estado brasileiro diminuindo, 60 mil homicídios, e o presidente brincando de presidir o Brasil”, alfinetou.

“Eu acho que agora está na hora de a gente parar desse tipo de brincadeira, está na hora de ele sentar na cadeira dele, do Parlamento sentar aqui e a gente em conjunto resolver os problemas do Brasil”, disse no meio da troca de farpas.

“Então vamos parar de brincadeira e vamos tratar de forma séria. O Brasil precisa de um governo funcionando”, afirmou.

Depois de participar de evento da União Brasileiro Israelita do Bem Estar Social (Unibes), em São Paulo, Bolsonaro lamentou as declarações de Maia e disse que não atuará como os últimos presidentes.

“Olha, se foi isso mesmo que ele falou, eu lamento. Não é a palavra de alguém que preside uma Casa”, respondeu Bolsonaro a jornalistas.

“Brincar? Se alguém quiser que eu faça o que os presidentes anteriores fizeram, eu não vou fazer. Até dei o recado aqui. A nossa forma de governar é respeitando todo mundo e acima de tudo —além de respeitar os colegas políticos— é respeitar o povo que nos botou lá. Não existe brincadeira da minha parte, muito pelo contrário. Lamento as palavras neste sentido. Até não quero acreditar que ele tenha falado isso.”

Ao saber da resposta de Bolsonaro, Maia prometeu que não vai dar mais seguimento ao debate público com o presidente, assim como não vai mais responder a “gracinhas” dele.

“Eu prometo que eu vou deixar o presidente começar a trabalhar. Então, daqui para frente eu não respondo mais nenhuma gracinha, nenhuma insinuação, nada, porque a gente precisa que ele trabalhe. O Brasil precisa da reforma da Previdência, e a gente precisa do presidente liderando o processo, trabalhando, conduzindo isso”, disse Maia.

“Eu sei que não fui eu que comecei. Mas acho que os dois têm que parar, chega. Vamos cuidar do Brasil, vamos cuidar da Previdência”, acrescentou. “O presidente pode ter certeza que a partir da próxima semana para mim esse assunto não existe mais, mesmo que ele continue com algumas críticas, algumas agressões, eu vou olhar para frente, olhar para o Brasil, que eu tenho certeza que é esse o nosso papel.”

A relação entre o Congresso e o Executivo tem enfrentado momentos ruins há alguns dias com trocas públicas de farpas entre Maia e Bolsonaro. A crise estendeu-se para esta semana, quando a Câmara aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que torna o Orçamento ainda mais impositivo —um recado ao governo por considerar que ele empurra para os parlamentares a pecha de representantes da velha políticas.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below