December 27, 2018 / 1:06 PM / 9 months ago

Temer não prorrogará parcelamento de dívida rural, diz Marun

Ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, durante entrevista coletiva em Brasília 29/03/2018 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer não vai assinar a prorrogação da adesão ao parcelamento das dívidas dos produtores rurais, que vence no próximo dia 31, e que foi pedida pela futura ministra da agricultura, Tereza Cristina, informou nesta quinta-feira o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

Segundo Marun, a decisão até agora no governo é que não há espaço no Orçamento para isso e o futuro governo, comandado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, terá que fazer as suas contas.

O ministro disse ainda que o tema tem sido bastante discutido na bancada ruralista, mas que o atual governo não sabe se há unanimidade no futuro governo sobre o tema.

INDULTO

Marun informou ainda que Temer irá publicar até sexta um decreto de indulto natalino, mesmo depois de algumas dúvidas pelo fato do Supremo Tribunal Federal não ter terminado a votação da liminar que no ano passado derrubou o decreto assinado por Temer.

De acordo com o ministro, os detalhes estão sendo ainda definidos, mas a ideia é ter como base decretos anteriores que não foram questionados no Supremo.

“O presidente está ainda avaliando os detalhes para que não tenhamos novamente um indulto sem efetividade”, disse Marun.

Reportagem de Lisandra Paraguassu

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below