May 21, 2020 / 12:13 PM / 17 days ago

Japão pode suspender estado de emergência em Tóquio já na próxima semana

TÓQUIO (Reuters) - O Japão pode suspender o estado de emergência em Tóquio já na próxima semana se as novas infecções pelo coronavírus continuarem baixas, disse o primeiro-ministro, Shinzo Abe, nesta quinta-feira, aumentando a esperança de que a terceira maior economia do mundo possa começar a se recuperar da recessão em breve.

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, tira máscara de proteção ao chegar para pronunciamento em Tóquio 06/04/2020 REUTERS/Issei Kato

Depois de revogar o estado de emergência em Osaka, Kyoto e Hyogo na esteira de uma queda no número de infecções, Abe disse que Tóquio e quatro outras regiões, incluindo a ilha de Hokkaido, no norte, permanecerão sujeitos a restrições por ora.

Mas uma semana depois de recomendações de confinamentos domiciliares serem descartadas na maior parte do país, Abe disse que a capital e os municípios ao redor estão mostrando sinais promissores de que o índice de infecções está sendo controlado.

“Nós nos reuniremos com especialistas (na segunda-feira) para atualizar a situação referente às infecções”, disse o premiê aos repórteres.

“Se a situação atual continuar, é possível que o estado de emergência seja suspenso nestas áreas.”

Fazer a grande Tóquio, que representa cerca de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) do Japão, se reerguer é vital para a recuperação econômica do país como um todo.

Ao contrário de muitos países, o Japão não sofreu uma disparada de infecções, somando 16.433 casos confirmados que incluíam 784 mortes até a manhã desta quinta-feira, de acordo com a emissora pública NHK.

Mas o surto e as restrições às atividades e ao comércio durante o estado de emergência já lançaram a economia em uma recessão. Abe, como outros líderes mundiais, vem tentando equilibrar a necessidade de conter a disseminação do vírus com a de manter a economia em funcionamento.

Até agora, as regiões de Kyoto, Osaka e Hyogo, no oeste japonês, vêm mantendo uma média de 0,09 infecções por 100 mil pessoas, um contraste com a média de 0,59 infecções de Tóquio e de áreas vizinhas e a de 0,69 de Hokkaido, onde a emergência também continua em vigor.

“Acredito que é seguro suspender o estado de emergência em Kyoto, Osaka e Hyogo, dado que o número de infecções novas nos últimos dias está em menos de 0,5 casos por 100 mil pessoas e os serviços médicos estão sob controle”, disse o ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, mais cedo a uma comissão de especialistas que aprovou a mudança.

Osaka não teve nenhum caso novo ultimamente, enquanto 11 infecções novas foram confirmadas em Tóquio nesta quinta-feira.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below