December 28, 2018 / 10:03 AM / 3 months ago

Exército da Síria reage a alerta de curdos sobre avanço turco no noroeste

BEIRUTE (Reuters) - O Exército da Síria disse ter enviado forças a Manbij, no noroeste do país, nesta sexta-feira depois que a milícia curda YPG pediu para Damasco proteger a cidade da ameaça de ataques da Turquia.

Placa indica direção para cidade de Mabij, na Síria 01/03/2017 REUTERS/Khalil Ashawi

Um morador disse que as forças não entraram na cidade, onde tropas norte-americanas operam e têm uma base militar. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, um grupo de monitoramento sediado no Reino Unido, disse que as unidades do governo estão nos arredores, entre a cidade e territórios sob influência turca.

A decisão abrupta do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar soldados da Síria alarmou os combatentes liderados pelos curdos, que enfrentam o Estado Islâmico ao seu lado há anos.

Líderes curdos estão correndo para encontrar uma estratégia para proteger sua região, que se estende pelo norte e o leste e onde a presença de cerca de dois mil soldados dos EUA vêm contendo uma incursão da Turquia, que vê a YPG como uma ameaça ao seu próprio território e prometeu dizimá-la.

Uma mobilização de forças do governo auxiliada pela Rússia provavelmente terá um efeito semelhante.

Encabeçadas pela YPG, as Forças Democráticas Sírias (SDF) tomaram Manbij do Estado Islâmico em 2016, um marco na batalha liderada pelos EUA contra os jihadistas.

A cidade é controlada pelo Conselho Militar de Manbij, um grupo de combatentes aliados às SDF, e faz divisa com territórios comandados por rebeldes sírios apoiados por Ancara que vêm se preparando para um ataque.

O apoio militar norte-americano aos combatentes curdos enfureceu a Turquia, sua aliada na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que vê a YPG como uma extensão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que vem mantendo uma insurgência dentro da Turquia há décadas.

Uma autoridade rebelde apoiada pela Turquia disse que o plano de atacar territórios da SDF está mantido. “Não existe nenhum soldado sírio das forças do regime dentro da cidade de Manbij”, disse o major Youssef Hamoud, porta-voz da força rebelde Exército Nacional.

Ele disse que suas forças estão esperando Washington e Ancara acertarem como as forças dos EUA deixarão Manbij.

O comunicado dos militares sírios disse que tropas hastearam a bandeira nacional em Manbij nesta sexta-feira e que garantirão a segurança “para todos os cidadãos sírios e outros presentes”.

O morador da localidade disse que nada mudou e que não viu tais bandeiras.

A YPG afirma que seus combatentes já se retiraram anteriormente de Manbij para enfrentar o Estado Islâmico no leste da Síria.

Por Ellen Francis

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below