May 4, 2019 / 3:14 PM / 15 days ago

Erdogan sinaliza apoiar nova disputa em eleição contestada em Istambul

ANCARA (Reuters) - O presidente turco Tayyip Erdogan sinalizou neste sábado preferir uma nova corrida para a eleição de prefeito em Istambul, que resultou em uma vitória apertada para o candidato do principal partido de oposição, o Partido Republicano do Povo (CHP, na sigla em inglês).

O partido de Erdogan, o AKP, que também perdeu o controle da capital Ancara nas eleições locais de 31 de março, já entrou com um apelo na Alta Junta Eleitoral da Turquia para anular e disputar nova eleição em Istambul, alegando irregularidades.

O YSK deve decidir sobre a contestação do AKP na segunda-feira, mas ordenou que autoridades distritais eleitorais investigassem suas respectivas autoridades de urna nesse ínterim.

Falando para executivos em Istambul, Erdogan afirmou que as eleições em Istambul foram marcadas por irregularidades e pediu que o YSK tome uma decisão que elimine as controvérsias e limpe o nome da junta.

“Meu povo me diz que as eleições devem ser renovadas. Eu não falei até agora, eu estive em silêncio. Mas todo mundo já falou. Já chega”, disse Erdogan.

“Há uma controvérsia aqui, está claro. Há uma irregularidade aqui, isso também está claro. Vamos até o povo e vejamos o que ele diz e qualquer que seja o resultado, iremos aceitar”, disse ele.

Enquanto Ekrem Imamoglu, do CHP, assumiu como novo prefeito de Istambul, o AKP venceu 25 dos 39 distritos da cidade e recebeu a maioria dos assentos no conselho municipal. O partido defende que isso prova que irregularidades ocorreram.

Falando a seus apoiadores no sábado, Imamoglu disse que o apelo do AKP era injustificado.

“Então os 25 distritos estão todos limpos, os votos do conselho municipal são perfeitos, mas quando se trata da prefeitura, há uma irregularidade. Nós só podemos rir disso”, disse Imamoglu.

A incerteza sobre os resultados em Istambul, que representa cerca de um terço da economia do país, também manteve os mercados financeiros sob inquietação, enquanto a Turquia tenta se recuperar de uma crise que viu a lira perder mais de 30 por cento de seu valor no ano passado.

Nuestros Estándares:Los principios Thomson Reuters
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below